familia crivella

Pautou sua vida pública e privada no objetivo de transformar a vida das pessoas que precisam. Traz em seu histórico profissional inúmeras ações que beneficiam, em especial, as populações mais carentes. O desejo de seguir promovendo ações que realmente façam a diferença e seguir servindo à população carioca é o que o motiva a candidatar-se à reeleição à prefeitura do Rio em uma chapa que traz a tenente-coronel Andréa Firmo, pioneira na liderança feminina militar, como candidata à vice.

Nascido no bairro de Botafogo e graduado em Engenharia Civil pela Universidade Santa Úrsula e pela Faculdade de Engenharia Civil de Barra do Piraí. Antes de se formar e começar a carreira como professor universitário, trabalhou como taxista por dois anos para custear os estudos. Casado com a escritora Sylvia Jane, pai de três filhos e avô de dois meninos. Foi morar com a família na África, onde atuou como missionário por 10 anos. Viajou por cerca de 20 países do continente, além da Índia e Filipinas, participando da fundação dos chamados Help Centers (Centros de Ajuda), voltados para a assistência às populações carentes.

De volta ao Brasil, usou a expertise conquistada na África para a construção da Fazenda Nova Canaã, na cidade de Irecê, no sertão da Bahia. O projeto atende a 600 crianças, oferecendo ensino em horário integral, transporte escolar, duas refeições diárias, clínica médica e odontológica. Tudo custeado com recursos oriundos dos royalties da venda de meus livros e CDs.

Sua carreira política teve início em 2002, quando foi eleito Senador com mais de 3 milhões de votos. Em 2010, foi reeleito com os mesmos números expressivos de votos. Em levantamento realizado pela Transparência Brasil, foi apontado como o 3º Senador com maior número de proposições relevantes. A Veja o denominou como o 5º Senador mais atuante do país, em reportagem baseada na pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos sobre o Congresso. A revista Congresso em Foco levantou que em 2014 e 2015, foi o parlamentar com maior produtividade legislativa.

No Senado, apresentou aproximadamente 400 proposições legislativas, tendo mais de 18 leis aprovadas. Autor da emenda à Constituição que possibilitou médicos e enfermeiros das Forças Armadas, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros a atenderem no SUS. É, também, autor das leis que garantem estabilidade no emprego a gestantes e adicional de periculosidade de 30% para motoboys.

No período entre março de 2012 e março 2014, foi Ministro da Pesca, sendo responsável pelo lançamento do Plano Safra de Pesca e Aquicultura. Destinou quatro bilhões de reais para o financiamento de pescadores. Implementou a desoneração da cadeia produtiva com a inclusão do pescado na Cesta Básica e a simplificação do licenciamento ambiental para a produção de pescado nos lagos das hidrelétricas, açudes e barragens. Em sua gestão, a produção pesqueira dobrou em todo o País.

Em junho de 2016, pediu licença do Senado para a candidatura à Prefeitura do Rio, sendo eleito com 59,3% dos votos válidos. Ao tomar posse como prefeito, determinou o corte de gastos e de 50% dos cargos comissionados. Publicou 78 decretos no Diário Oficial, entre eles um visando elaborar prazos para incluir o Metrô no sistema Bilhete Único Carioca e para a Secretaria de Saúde implantar um plano para reduzir filas e aumentar o número de leitos nos Hospitais.

Em 2017, quando assumiu, tinha muitos sonhos, mas logo descobriu uma cidade endividada por obras superfaturadas, dezenas de funcionários condenados por corrupção e contratos absurdos para pagar e mesmo com todas as dificuldades que enfrentou, não deixou o Rio quebrar.

Nunca se fez tanto com tão pouco!

Com coragem e obstinação, vem enfrentando os obstáculos gerados pela maior crise sanitária mundial da nossa história. Está pronto para se reeleger ao lado da tenente-coronel do Exército, Andréa Firmo, e seguir vencendo os desafios da reconstrução da cidade no pós-pandemia.